Estoril Praia em vantagem para a 2ª mão da Taça Revelação

O Estádio António Coimbra da Mota foi o palco do jogo da 1ª mão dos ¼ de final da Taça Revelação, frente ao Portimonense SC.

Vasco Botelho da Costa fez algumas alterações no onze inicial face ao jogo do título da passada semana, contra o Leixões. Na baliza, Jota Oliveira, defesa composta por Tiago Manso, Bernardo Vital e Vasco Oliveira, meio campo, com Klismahn, Afonso Valente e Lucho Vega. Na frente, Rúben Pina, Gilson Tavares e Chiquinho asseguraram o ataque estorilista.

O Portimonense entrou melhor e durante os minutos iniciais, obrigou o Estoril Praia a jogar no seu meio-campo, criando algumas dificuldades na saída com bola. O Estoril Praia começou a controlar o jogo já perto do quarto de hora de jogo, com a partida a ganhar grande intensidade em todos os espaços do terreno.

Chiquinho assustou a equipa de Portimão aos 18 minutos, num remate à baliza, desviado para perto do poste. Na sequência do canto, batido por Chiquinho para o coração da área, Bernardo Vital nas alturas, leva a melhor sobre Rafael Aflalo e faz o 1-0, de cabeça.

Bernardo Vital marcou de cabeça

Jota Oliveira, aos 29 minutos, protagonizou uma das defesas da tarde, no frente a frente com um dos homens do ataque do Portimonense levou a melhor e afastou o perigo.

Com o primeiro tempo perto do fim, Gilson conduz a bola pelo corredor central e desmarca Chiquinho na esquerda, o avançado tenta centrar para a grande área, mas a bola é desviada para junto do canto superior da baliza de Maringá, dando origem a canto e obrigado ainda o guardião dos visitantes a sujar a camisola. Na sequência do pontapé de canto, Lucho Vega de cabeça atira sobre a trave.

O primeiro tempo termina sem período de compensação e no regresso para a segunda parte, Vasco Botelho da Costa procede à primeira alteração na equipa, com a saída de Lucas Macula e a entrada de Lucas Silva.

Já aos 51 minutos, nova alteração no Mágico, Bernardo Vital dá lugar a Armin Hodzic.

O segundo golo tem origem num livre a favor do Estoril Praia na direita do ataque do Mágico. Klismahn, na cobrança da falta, coloca a bola na área onde Lucho Vega de cabeça faz a bola embater no poste, mas na recuperação da segunda bola, Vasco Oliveira encosta para o fundo das malhas da baliza e estreia-se a marcar na equipa da linha.

Estreia de Vasco Oliveira a marcar

Nova mexida na equipa da linha, aos 73 minutos, Diogo Batista substitui Lucho Vega.

Quando Vasco Botelho da Costa se preparava para refrescar o ataque da sua equipa, surge o 3-0. Diogo Batista, Lucas Silva e Rúben Pina, trocam a bola perto da área, com o avançado a levar o esférico até à marca dos 11 metros e a desferir um remate que aumentou a vantagem no marcador. Após o golo, Rúben Pina dá lugar a Douglas Aurélio.

Rúben Pina fez o 3-0

Já perto do final do tempo de extra concedido pelo árbitro Jorge Carreira, o Portimonense ainda tentou reduzir a diferença, mas valeu Jota Oliveira a desviar o remate de Diogo Rodrigues e Hodzic a cortar para canto a recarga de Estrela.

O Estoril Praia segue para a segunda mão dos ¼ de final da Taça Revelação com vantagem de 3-0.

 

Análise de Vasco Botelho da Costa à partida