O Estoril Praia terminou esta quinta-feira, 4 de março, o seu percurso na Taça de Portugal Placard, eliminado pelo Sport Lisboa e Benfica, que no conjunto das duas mãos das meias-finais levou a melhor sobre a equipa de Cascais.

Depois de 1-3 na primeira mão, no Estádio António Coimbra da Mota, Bruno Pinheiro alinhou de início no Estádio da Luz com Thiago na baliza, Soria, Marcos Valente, Hugo Gomes e Pedro Empis na defesa, João Gamboa, Lazare e André Franco no meio-campo, Bruno Lourenço, Murilo e Harramiz no ataque.

Com o Estoril Praia a apresentar o seu habitual esquema de jogo, com saída de bola curta a partir da defesa e aproveitando a pressão do adversário para libertar os médios, foi preciso esperar até ao minuto 43 da partida para que o marcador sofresse alteração, depois de um erro da linha mais recuada do Estoril Praia, Chiquinho ganha a bola e assiste Gonçalo Ramos, que em cima da marca dos 11 metros rematou para o fundo das redes dos canarinhos.

A perder no jogo e na eliminatória, o Estoril Praia procurou alternativas no seu processo de construção ofensiva, ora mantendo o esquema habitual ora procurando bolas longas para a velocidade dos seus extremos, mas os homens de Bruno Pinheiro encontraram pela frente um motivado e em crescente de forma Benfica, que dificultou as ações ofensivas da formação de Cascais.

Aos 48 minutos da partida Murilo remata de fora da área para a defesa de Vlachodimos, naquela que foi a melhor ocasião de golo do Estoril Praia na partida.

O Estoril Praia tentou ainda apostar nas transições rápidas, sobretudo depois da entrada de Aziz, mas foi o Benfica, precisamente numa transição rápida depois de uma bola perdida pelo Estoril Praia à saída do seu meio-campo, que através de Waldshmidt chegava ao 2-0.

Termina assim o percurso do Estoril Praia na Taça de Portugal Placard, onde repetiu o feito da época 2016/2017 onde os canarinhos, na altura a disputar a Liga Nos, também chegaram às meias-finais, curiosamente eliminados frente ao Benfica, que também em 43/44 venceu a equipa de Cascais na única final da Taça de Portugal no palmarés do Mágico Estoril Praia.

Conferência de Imprensa de Bruno Pinheiro

Ficha de Jogo