Taça de Portugal: Estoril Praia vence em Vila do Conde e segue para os quartos de final

O Estoril Praia venceu esta terça-feira, 12 de janeiro, o Rio Ave FC, numa partida dos oitavos de final da Taça de Portugal.

Bruno Pinheiro fez 6 alterações em relação ao 11 inicial que 3 dias antes tinha vencido o CD Chaves para a Liga Portugal 2 SabSeg, fazendo alinhar de início Thiago Rodrigues na baliza, Carles Soria, Marcos Valente, Hugo Gomes e Joãozinho na defesa, Gamboa, Amani e Crespo no Meio Campo, Vidigal, Murilo e Aziz na frente de ataque.

O Rio Ave entrou melhor na partida e logo no primeiro minuto de jogo Carlos Mané rematou à entrada da área e a bola embateu na cara do defesa Marcos Valente, que evitou o golo dos Vilacondenses.

Mesmo a jogar com uma equipa que milita na Liga NOS, o Mágico Estoril Praia não perdeu a personalidade e a identidade de jogo que tem vindo a demostrar.

Aos 4 minutos Hugo Gomes, de livre direto, remata por cima da trave da baliza à guarda de Kieszek.

Aos 14 minutos, numa jogada à Estoril Praia, com combinações entre Crespo e Vidigal no lado direto do ataque, com este último a centrar à flor da relva para o interior da área onde aparece Yabuku Aziz a empurrar para o fundo das redes adversárias. Estava feito o primeiro golo do Mágico na partida, o 10º e Aziz ao serviço do Estoril Praia.

O Rio Ave ainda esboçou uma reação, primeiro por Carlos Mané de cabeça, depois por Meshino de fora da área, mas ambas sem grande incómodo para o guarda-redes Thiago.

O Estoril Praia não estava no Estádio dos Arcos para defender o resultado e aos 31 minutos, na sequência de um pontapé de canto batido por Crespo na esquerda do ataque, a bola sobra para Vidigal que remata junto à base do poste da baliza do Rio Ave, fazendo o 0-2 para a equipa do Concelho de Cascais.

2 minutos depois, em mais uma combinação do lado direito do ataque Estorilista entre Vidigal e Carles Soria, o Mágico só não dilatou a vantagem porque Kiezek se opôs com brilhantismo ao remate de Soria.

Ainda antes do apito para o intervalo, Vidigal tentou bater o guardião do Rio Ave com um remate em arco, com a bola a sair ligeiramente por cima.

Na segunda parte, e com três alterações no 11 inicial, o Rio Ave entrou mais pressionante mas o Estoril Praia soube controlar o jogo com e sem bola e até foi a primeira equipa a criar perigo. Num pontapé de baliza, Thiago faz um passe longo para Aziz, que de cabeça desmarca Vidigal que faz a bola passar rente ao poste da baliza da equipa da casa.

O Rio Ave foi subindo no terreno, sempre com respeito pela equipa orientada por Bruno Pinheiro, e aos 64 minutos reduz por Gelson Dala, com o avançado a aparecer no coração da área e de cabeça a fazer o 1-2.

O Estoril Praia não se deixou intimidar e foi gerindo o jogo, criando oportunidades de golo e defendendo com qualidade as iniciativas ofensivas da equipa de Vila do Conde.

Aos 89 minutos, combinação na direita entre os recém-entrados Rosier, Bruno Lourenço e João Carlos esteve perto de resultar em mais um golo para o Estoril Praia, que só não aconteceu porque Kieszek defendeu para canto o remate rasteiro de João Carlos.

A partida terminou com o Estoril Praia por cima dos acontecimentos, vencendo pela primeira vez o Rio Ave FC para a Taça de Portugal, naquele que foi o sexto jogo entre as duas equipas nesta competição.

O Mágico Estoril Praia apura-se assim para os quartos de final da prova, onde vai defrontar o Marítimo, numa partida que será disputada na Madeira.

A análise de Bruno Pinheiro

O Resumo do Jogo