Taça de Portugal: Estoril Praia 1 – SL Benfica 3

O Estoril Praia recebeu esta quinta-feira o SL Benfica, em jogo a contar para a 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal.

A equipa da linha apresentou-se em campo com 7 alterações face ao jogo com a Académica OAF. Thiago Silva na baliza, a defesa composta por Joãozinho, Hugo Basto, Hugo Gomes e Carles Soria, no meio campo Rosier, Zé Valente e Crespo, no ataque, Vidigal, André Clóvis e Murilo, foram as escolhas de Bruno Pinheiro.

O Benfica saiu a jogar no primeiro tempo. Aos 5 minutos de jogo, primeiro momento de perigo, Ewerton descobre Darwin entre os defesas do Estoril e Thiago frente-a-frente com o avançado, retira a bola dos pés do uruguaio.

Aos 9 minutos, primeira incursão do ataque do Mágico na defesa dos encarnados, troca de bola na esquerda de Rosier e Vidigal, com o avançado do Estoril a entrar no corredor central e a rematar à figura de Helton Leite.

O Benfica voltou a ameaçar a baliza de Thiago através de Rafa, primeiro aos 13 minutos a rematar junto ao poste direito da baliza e um minuto depois, num passe de calcanhar de Pedrinho, Rafa remata à trave.

O Mágico Estoril Praia marcou primeiro aos 23 minutos. Rosier descobre Vidigal a subir à esquerda no terreno e envia o esférico num passe em profundidade, o avançado espera a chegada dos colegas e numa troca de bola com Rosier e Joãozinho, o capitão estorilista cruza para Murilo, que receba de peito e assiste Vidigal para o golo.

Perto do final do primeiro tempo, Thiago protagoniza uma das melhores defesas da noite, que pós à prova os reflexos do guardião do Estoril Praia, cruzamento de Diogo Gonçalves e Darwin a cabecear para a defesa de Thiago para canto. Na sequência da jogada, Pedrinho bate o canto para a área, a bola é desviada e Darwin de cabeça empata o jogo.

O Benfica entrou mais pressionante e a obrigar o Estoril Praia ao erro. Bruno Pinheiro decide refrescar a equipa e procede a uma tripla alteração aos 52 minutos. Zé Valente, André Clóvis e Murilo dão lugar a Gamboa, João Carlos e Bruno Lourenço, respetivamente. 10 minutos depois, Rosier dá lugar a Lazare.

Os encarnados ficaram em vantagem aos 68 minutos, a defesa do Estoril anulou as iniciativas de Darwin e Rafa, mas Seferovic conquista a segunda bola e remata ao segundo poste sem hipótese de defesa para Thiago.

Aos 76 minutos o Estoril Praia esgota as substituições, com a entrada de Pedro Empis para o lugar de Vidigal. Um minuto depois, Taarabt ganha posição sobre a defesa do Estoril, cruza para Darwin que bisa na partida.

O Mágico reagiu e aos 79 minutos num lançamento de linha lateral de Joãozinho para Crespo, o médio dos canarinhos num remate com selo de golo ao canto superior esquerdo da baliza do Benfica, obriga Helton Leite a defender com a ponta das luvas para canto. No alívio da defesa do Benfica ao canto, Crespo de fora da área, testa novamente a atenção do guarda-redes dos encarnados.

A partida terminou com a vitória do SL Benfica por 1-3. A segunda mão da meia-final da competição tem data agendada para 3 de março, no Estádio da Luz, com o Benfica em vantagem na eliminatória.

Conferência de imprensa de Bruno Pinheiro

Resumo da partida