O Estádio António Coimbra da Mota recebeu na tarde desta sexta-feira, 6 de março, a 4ª jornada a contar para a fase de campeão da Liga Revelação.

Com o apito para o início do jogo dado pelo árbitro João Santos, às 17:00 horas, os Mágicos Sub23 entraram em campo sob as ordens do mister Vasco Botelho da Costa. O 11 inicial contava com Thiago a defender a baliza estorilista, Pedro Empis, Vital, Toti e Pedro Albino na defesa, Afonso, João Cardoso, Lucho Vega, André Franco e Douglas no meio campo e João Oliveira como avançado.

O Estoril entrou melhor em campo jogando os primeiros minutos de jogo no meio campo da equipa do Benfica. Ao minuto 9, num dos lances mais perigosos da primeira parte, Pedro Albino cruza para a pequena área e João Oliveira cabeceia ao lado da baliza defendida por Leo Kokubo.

O relógio marcava 12 minutos quando o Estoril faz o 1-0. Na recuperação, após primeiro remate de Pedro Empis, Douglas recupera a bola cortada pela defesa do Benfica e abre o marcador do jogo.

Após o golo, o Benfica equilibrou a partida, sem grandes oportunidades de golo para as duas partes.

Aos 39 minutos, novo golo do Mágico, desta vez por André Franco. Na recarga, na grande área do Benfica o 27 do Estoril faz o 2-0, resultado que se manteve até final da primeira parte.

Na cobrança do pontapé de canto, aos 70 minutos, Gonçalo Loureiro faz o primeiro golo das águias.

Na resposta ao golo do Benfica aos 79 minutos, num canto batido por João Cardoso, Toti salta mais alto que a defesa dos vermelhos e brancos e de cabeça faz o quarto golo da partida.

O árbitro da partida adiciona 5 minutos ao tempo regulamentar. Já no período adicional, surge uma grande penalidade a favorecer o Benfica. Na marcação da linha dos 11 metros, Luís Lopes marca o segundo golo da equipa visitante, fechando o resultado nos 3-2.

Os mágicos Sub23 voltam a entrar em campo no próximo dia 14 de março com o CD Aves.