Estoril Praia conquista a Liga Revelação 2020/21

O jogo de todas as decisões da Liga Revelação entre o Estoril Praia e o Leixões SC terminou com a vitória dos Mágicos Sub23 por 2-0. Antes do início da partida, o Estoril Praia, tinha menos 3 pontos que a equipa de Matosinhos e precisava da vitória para garantir a conquista da competição.

Vasco Botelho da Costa alinhou com Nuno Macedo na baliza, na defesa com Tiago Manso, Bernardo Vital, Volnei Feltes e Lucas Silva. O meio campo contou com Klismahn, Afonso Valente, Lucho Vega e Serginho, na frente, Chiquinho e Elias Achouri.

11 do Estoril Praia

Num jogo onde as emoções estiveram à flor da pele, foi o Leixões a criar o primeiro momento de perigo do jogo, ainda antes do primeiro minuto. Papalele encontra espaço entra os defesas do Mágico e remata rasteiro para defesa de Nuno Macedo.

Aos 10 minutos, jogada de construção com início na área Estorilista, termina com falta agressiva de Mário Júnior sobre Lucho Vega, isolado na frente. O jogador do Leixões é expulso após vermelho direto. Na cobrança do livre, Serginho bate direto sobre a trave.

Quando o relógio marcava 28 minutos, Tiago Manso, depois de percorrer o corredor direito, pica a bola para Elias Achouri na esquerda junto à área, o avançado descobre Chiquinho no centro, que remata sobre a trave.

Ainda durante o primeiro tempo, as duas equipas chegaram às balizas contrárias por diversos momentos, com remates desenquadrados ou anulados pelas duas defesas.

Antes do final dos 2 minutos de compensação dados pelo árbitro João Marques, Vasco Botelho da Costa colocou Lucas Macula em aquecimento, acabando por entrar após o intervalo, para o lugar de Serginho.

Foi do recém-entrado Lucas Macula o primeiro golo do jogo. 3 minutos depois do início do segundo tempo, o central Volnei Feltes, desde o meio-campo até à entrada da área, dribla três jogadores da equipa de Matosinhos, descobre Lucas Macula, que recebe o esférico, ajeita para o pé direito e remata junto à relva para fora do alcance de Gonçalo Tabuaço.

Bastaram 18 minutos em campo para fazer o 1-0

O Leixões viu o segundo jogador ser expulso por acumulação de amarelos, aos 58 minutos.

O treinador dos sub23 substituiu Lucas Macula, que esteve em campo 18 minutos, dando lugar a Gilson Tavares. Já aos 72 minutos, Rúben Pina entrou para o lugar de Chiquinho e aos 80, João Dias para a posição de Lucas Silva.

Numa segunda parte com diversas interrupções, o árbitro assistente levantou a placa com 7 minutos de tempo extra. Num contra ataque do Estoril Praia, Gilson Tavares de cabeça, isola Rúben Pina na frente do guardião leixonense. O jogador do Mágico deixou para trás Gonçalo Tabuaço e fechou o marcador nos 2-0.

Já no fim do tempo extra, os ânimos estiveram exaltados com elementos das duas equipas e da segurança da partida, dentro de campo, sendo a equipa de arbitragem obrigada a terminar o jogo antes do final do tempo de compensação.

Em igualdade na pontuação, a diferença de golos marcados (18 golos marcados para o Estoril Praia e 14 marcados para o Leixões SC) e sofridos (ambas com 8 golos sofridos), foi o fator de desempate que ditou a primeira conquista da Liga Revelação pelo Estoril Praia.

Celebração da equipa na entrega do troféu

A equipa da linha segue agora para a 1ª eliminatória da Taça Revelação, onde irá defrontar o Portimonense SC, em data a definir.

Ficha de jogo