“Acreditem porque no fim vamos festejar todos juntos” – Gonçalo Santos

A dois dias do Estoril Praia – Sport Lisboa e Benfica, da 31.ª Jornada, Gonçalo Santos falou da importância da vitória e do apoio demonstrado pelos adeptos em Portimão e sublinha que a equipa sente o compromisso com que tem de encarar cada um dos quatro jogos que faltam. Em entrevista ao site estorilista, o número 13 sublinhou que jogar com os ‘grandes’ é especial mas não altera as rotinas de treino. 

O Estoril esteve alguns jogos sem ganhar, alguns deles sem aquela ‘estrelinha’. A equipa sentiu alguma injustiça em parte desses resultados?

Gonçalo Santos (GS) – A equipa sentiu essencialmente a posição na tabela. É verdade que mantivemos sempre um bom nível exibicional, é certo que estivemos a ganhar nos dois últimos jogos em casa e consentimos o empate, mas acreditamos sempre em nós e sabíamos que a sorte ou a falta dela teria de mudar e o nosso valor viria ao de cima.

O jogo em Portimão foi encarado como uma final. O que achas que fez a diferença nesse jogo, contra uma equipa à partida menos pressionada?

(GS) – Essencialmente o querer e o bom futebol que praticamos em Portimão fez a diferença! Fomos melhores durante todo o jogo, foi uma vitória mais que justa, e o resultado só pecou por escasso.

No final foram cumprimentar os adeptos. Sentiu-se uma grande comunhão e depois eles fizeram uma ‘espera’ à equipa. Que mensagem lhes passaram nessa chegada à Amoreira?

(GS) – No final do jogo fomos agradecer todo o apoio e carinho que nos transmitem. Depois de um jogo muito intenso até final não podíamos deixar de partilhar a alegria com eles. Na chegada disseram-nos uma vez mais que acreditam em nós. Do nosso lado está o compromisso e a responsabilidade de lhes provar que estão certos.

Agora o SL Benfica. Que efeito pode ter a derrota com o FC Porto no fim de semana passado?

(GS) –  A derrota em casa com o FC Porto e a perda do primeiro lugar foi um duro golpe nas aspirações deles. Talvez possam vir feridos e com a sensação de que já perderam o campeonato… se assim for temos de aproveitar esse momento e pôr em prática o que trabalhamos durante a semana.

Que argumentos tem o Estoril para ser feliz no jogo da próxima jornada?

(GS) – A nossa ideia de jogo não muda consoante o adversário e quem acompanha todos os nossos jogos sabe disso. Vamos assumir o jogo e jogar para ganhar. O momento das duas equipas pode ser fundamental, temos de provocar o nervosismo e a incerteza na equipa do SL Benfica.

Jogar num estádio cheio dá sempre outro ‘gosto’ ou isso quando soa o apito torna-se indiferente?

(GS) – Jogar em casa contra uma equipa ‘grande’ é sempre especial. Os momentos que antecedem o jogo são mais tensos e está muito mais gente a ver mas somos profissionais. Quando o jogo começa temos de esquecer essa maior visibilidade e concentrar no jogo. Vamos com certeza dar uma boa imagem, perante os nosso adeptos, os mais importantes para nós, os que vêm a todos os jogos.

Que mensagem deixar aos adeptos que possam estar mais ‘descrentes’?

(GS) – Que acreditem em nós até ao fim porque no fim vamos festejar todos juntos. Temos a noção de que está difícil mas temos quatro ‘finais’ pela frente e todos são importantes para chegarmos onde queremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.