“Acreditamos que tudo é possível” – Pedro Emanuel

Estoril Praia e Benfica estão a poucas horas de se defrontar e esgrimir forças na busca dos três pontos na 31.ª jornada da Liga. E se os objetivos no campeonato são distintos, isso não impede que os estorilistas não busquem a felicidade plena até ao último segundo. “O que temos vindo a fazer leva-nos a acreditar que podemos disputar o jogo e que tudo será possível. É isso que os jogadores me têm transmitido ao longo das semanas e em concreto nesta semana”, começou por dizer o treinador Pedro Emanuel, em conferência de imprensa de antevisão ao encontro.

“Temos de disputar cada lance como se fosse o último”, disse ainda, ciente das dificuldades que irá encontrar do outro lado. “Vamos jogar com uma grande equipa, tri-campeã nacional e se não formos unidos, solidários e compactos teremos resultados que não queremos”.

Instado a comentar os elogios vindos da parte do adversário, Pedro Emanuel entende que tal é resultado natural do bom trabalho da equipa e que isso não desviará o grupo dos objetivos traçados. “As avaliações positivas não nos levam a tirar os pés do chão até porque matematicamente ainda não temos a manutenção. Ultrapassámos apenas uma barreira psicológica importante”.

No ar paira o empate do Estoril em 2013 e questionado sobre a eventual pressão que isso poderá dar aos jogadores encarnados, o treinador entende que são coisas distintas mas que tudo conta. “Esse jogo marcou, foi um marco importante no Clube que o Marco Silva deixou, com um trabalho extraordinário, e isso em termos psicológicos é importante. Mas temos a perfeita noção de que vamos jogar contra uma grande equipa”.

“Temos de ser humildes ao ponto de admitir que o SL Benfica luta por objetivos superiores mas nós também não desistimos dos nossos. A nossa capacidade enquanto equipa vai ser posta à prova amanhã e espero uma boa resposta. Temos à vontade a jogar fora de casa e isso também pode ser decisivo”, disse ainda, referindo ume ventual ponto fraco do adversário. “As transições defensivas são momentos mais frágeis para o SL Benfica, vamos tentar explorar esses momentos e ser acutilantes, fazer mossa”.

Por fim Pedro Emanuel respondeu sobre os recentes casos de violência no futebol. “Não me revejo nesse tipo de futebol, futebol é alegria, é luta no sentido positivo da palavra. Não é passar para segundo plano os verdadeiros artistas, que são os jogadores de futebol. Eu sou lutador, sempre fui e serei, mas sempre com cordialidade e com o espírito positivo do jogo, porque foi isso que me levou a gostar de futebol desde pequeno, que me levou a ser jogador e agora treinador”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.